Complexo Ispon Complexo Ispon

Menu Mobile

Equipe multiprofissional de saúde do Complexo Ispon é a primeira na região a se dedicar a cuidados paliativos



Cuidar de pacientes com câncer em estágio avançado é uma tarefa um tanto delicada, já que o profissional da saúde está atendendo pessoas não só com dores físicas, mas também psicológicas e espirituais. Para poder dar uma maior assistência neste caso de cuidados paliativos, o Complexo Ispon montou uma equipe multiprofissional do controle da dor. O grupo, primeiro na região a ser formando para este tipo de atendimento, é composto por uma médica, farmacêuticas, fisioterapeuta, enfermeiras, nutricionista e psicóloga que, uma vez por semana, se reúnem com o paciente e sua família.


Nestes encontros, é avaliado todo o estado do paciente, desde a adequação dos remédios, se o paciente está fazendo uso deles corretamente, se está se alimentando adequadamente até seu estado psicológico, incluindo as reações da família. “Queremos propiciar uma melhor qualidade de vida aos pacientes que estão em tratamento no Complexo Ispon. E quanto mais cedo pudermos intervir, melhor será para o paciente”, informa a idealizadora do projeto no Complexo Ispon, Andrezza Viviany Lourenço Marques.


Ela explica, ainda, que a equipe multiprofissional está seguindo as premissas da Organização Mundial de Saúde, que define que “cuidados paliativos consistem na assistência promovida por uma equipe multidisciplinar, que objetiva a melhoria da qualidade de vida do paciente e seus familiares, diante de uma doença que ameace a vida, por meio da prevenção e alívio do sofrimento, da identificação precoce, avaliação impecável e tratamento de dor e demais sintomas físicos, sociais, psicológicos e espirituais".


Os atendimentos acontecem uma vez por semana e, mensalmente, a equipe multiprofissional se reúne para avaliação dos pacientes.